Sobre Tom Cruise, Katie Holmes, James Gandolfini, James Spader e ainda podemos acrescentar a Oprah Winfrey

Peguei neste pequeno conjunto de celebridades e despejei-os todos para dentro de um saco de modo a poder observar esta luta de gatos. É fácil prever o vencedor: James Gandolfini. De nada adianta as quatro Missões Impossíveis que Tom Cruise já fez, o James Gandolfini é um Soprano, bolas. O James Spader é pela paz e o resto da malta são gajas, portanto não contam.

(Começo a achar que isto foi uma péssima forma de começar este texto que já de si, devido ao tópico, não parece que vá ter grande credibilidade. Mas tentarei ser breve e, no final, o leitor ficará decerto satisfeito por ter conseguido perceber o raciocínio.)

Vamos por partes. Nos últimos anos, de todas as coisas que vi em televisão, encontrei dois personagens que, na minha pouco humilde opinião, não poderiam, de forma nenhuma, ter sido desempenhados por mais ninguém: James Gandolfini (The Sopranos) e James Spader (Boston Legal). E pumba, uma associação já está feita. Seguindo em frente, vamos acrescentar aqui uma palavra deliciosa que farei questão de colocar a bold: Cientologia (pronto, já boldei). Num dos muitos sublimes desempenhos de James Spader na série Boston Legal, há um que recordo com um sorriso de cagar as orelhas com o baton (que eu não uso, atenção): este que se trata de expor ao ridículo a Cientologia. Aqui…

Brilhante! E não há aqui invenções de factos. A Cientologia sofre mesmo destas chagas todas. É agora que entram Katie Holmes e Tom Cruise (os dois, mas em viaturas separadas e em horários diferentes para não se encontrarem cara a cara). Nos últimos anos aprendi a respeitar este senhor enquanto ator. Acho que fez boas opções na sua carreira e conseguiu demonstrar que não é só um carinha laroca (veja-se o seu desempenho em Magnolia). Tom Cruise, faz hoje 50 anos. Tive conhecimento desta efeméride por meio do meu matutino preferido, o jornal i, através do texto elaborado por Clara Silva (uma delícia). Voltando à vaca fria e acelerando, Tom Cruise faz 50 anos, mas está novamente sozinho, porque Katie Holmes fartou-se de vez das bizarrias (nem sei se esta palavra existe) associadas a este pseudo culto-religião-whatever. O rapaz queria que a filha do casal (Suri, de 6 anos) integrasse um colégio interno com uma disciplina a roçar o militar, um estabelecimento de ensino chamado Sea Org, pertencente à Cientologia. Ora, a Katie Holmes encheu o saco de vez e pegou na mala de cartão qual Linda de Suza. Acho que a mocinha fez muito bem. Não há cú que aguente esta trapalhada da Cientologia e crianças de 6 anos é suposto andarem a rasgar os joelhos e começar timidamente a jogar ao bate-pé atrás do pavilhão (um pouco precoce, talvez). Além disso a mocinha, tem um sorriso bem bonito, 33 anos, o que faz com que ainda esteja bem dentro do prazo.

O leitor mais atento (mas ao mesmo tempo, o menos informado) estará a pensar: e onde entra a Oprah no meio disto tudo? Ora, é fácil: a mítica aparição de Tom Cruise no programa da african-american mais conhecida do planeta, após o anúncio do noivado entre estes dois atores. Ora veja…

Isto é de gente insana! Eu já vi felicidade, eu até já fui feliz. Mas isto? O homem só podia ter atingido o Nirvana. Ups, não. Duvido que a Cientologia (boldei novamente) tenha alguma relação com o Nirvana.

E pronto. Todas as associações feitas. Não doeu pois não?

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s