A teimosia de acabar um livro

Ele há livros que é preciso uma dose de teimosia e até masoquismo para ler até ao final! Para mim é simples: quando um livro não provou o que vale até à página 60, ou coisa parecida, é arrumá-lo prò lado, sem ponta de peso na consciência. Ler é suposto ser um prazer e não um suplício. Desta vez foi francamente ao contrário: o livro conseguiu seduzir-me logo nas primeiras páginas e durante muitas das que lhes seguiram agarrou-me com força e não me deixou escapar. As últimas 60 foram lidas à lei da teimosia e por escravidão do peso e fama que a obra carrega em si. Também não restava já curiosidade de saber como acabaria uma vez que o autor já se tinha encarregue de matar as personagens principais. Não me atrevo a referir o nome do livro, nem tão pouco o autor, porque não reconheço em mim qualquer capacidade para poder fazer nem que seja uma “espécie” de crítica literária.

Diz-nos a contracapa que “…é seguramente um dos romances míticos do século XX, uma daquelas raras obras que alteram o modo como toda uma geração observa o mundo que o rodeia”. Bah!

Anúncios

2 thoughts on “A teimosia de acabar um livro

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s