Minha querida sobrinha,

Imagem
vais já com dois dias e umas horas de vida e é caso para dizer “The Force is strong with this one”.  Não deste conta (porque estavas mais entretida a ser fofinha e bonitaça) mas houve um montão de gente que te foi ver logo no dia em que nasceste. Este teu tio, por exemplo, queimou um montão de cigarros enquanto esperava a altura de te conhecer. O teu avô já não estava a achar graça nenhuma e a tua mãe queixou-se logo do cheiro e que eu já estava a ser uma má influência para ti. Quando chegou a minha vez percorri os corredores da maternidade com o coração do tamanho de um comprimido. Disse-te logo ao ouvido “olá, eu sou o tio fixe” e tu sorriste para mim. Eu sei que sorriste e tu também sabes…

Agora é ver-te a existir. O tio vai cá estar para te ajudar nos trabalhos de casa. O tio vai ser um fixe e quando tiveres…seis meses vai-te pôr a aprender piano (essa coisa dos instrumentos de percussão fica para os outros bebés). O tio vai mostrar-te a salvação e não permitirá que o avô, a mãe ou o outro tio te transformem numa pessoa cabisbaixa, que é como diz “adepta do Sporting” (blac!). Vais com o tio à Catedral, vais gritar golo do Benfica como se não houvesse amanhã e vais tirar fotografias com a águia Vitória como fazem as gentes rudes da província quando vem à capital. Claro que vais com o tio sempre ao cinema sempre que sair um novo James Bond. Também vais ter de ver todos os filmes do Batman, mas isso é para o teu bem, mesmo que não percebas logo. O tio vai-te gravar umas mixe tapes de música da boa para tu esconderes debaixo da cama para não estares sempre a ouvir aquelas merdas que os teus pais ouvem e que ninguém conhece de lado nenhum. O tio é pobre e não vai conseguir dar-te prendas muito caras, mas de vez em quando compra-te um Calipo ou uma carteirinha de cromos (mas não podes dizer nada à mãe).

Querida sobrinha, na verdade o tio ainda não sabe sê-lo. Só sabe aquilo que se lê nos livros e se vê nos filmes. Mas prometo amar-te e respeitar-te, na saúde e na doença, na alegria e na tristeza, todos os dias da nossa vida. Não te vou meter dentro de uma redoma porque quero que erres de vez em quando. Ocasionalmente, vais ter de saber cair para perceber que a melhor parte é o saber levantar.

Ah! E se queres saber, acho que os teus pais são uns fixes e vocês vão ser todos incríveis…mas não lhes digas que eu disse isto.

Anúncios

2 thoughts on “Minha querida sobrinha,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s