Da entrevista da Judite (e porque estou do lado dela)

Ao fim de tanto tempo a ouvir falar da tão afamada entrevista da Judite de Sousa ao hexabilionário  Lorenzo Carvalho, decidi finalmente ver pelos próprios olhos . Fui adiando enquanto pude porque às vezes prefiro manter-me na ignorância das coisas mundanas da vida. Convém adiantar que, ao longo destas semanas, os comentários que me foram chegando eram pautados por repúdio e asco  para com a Judite. Os muitos leitores do meu blogue (salvo o erro são três nesta altura porque a minha mãe não conta) deverão estar em pulgas para saber o que achei. Ora achei várias coisas, nomeadamente algumas. A saber:

  1. Vê-se mesmo que o agosto jornalístico é uma pobreza. 14 minutos dedicados numa entrevista a uma pessoa que não é político é obra! Foi uma não notícia, que virou notícia e que virou entretenimento.
  2. Para 22 anos, o rapazinho até se defendeu bem. Com um português bastante questionável, lá foi aguentando as chibatadas vindas do outro lado da secretária (que por acaso ficava muito melhor com um naperom daqueles que a minha avó fazia).
  3. Parece-me evidente que a Judite está carente. A mulher precisa de um aconhego na patareca. O Seara foi entregar afetos para outros lados e cagou para ela e isso nota-se.
  4. Quanto à Judite…ela, de facto, não esteve bem…PORQUE O GAJO NÃO ERA UM POLÍTICO E PORQUE É UM PUTO!!!!!!! Porque se fosse as balas fossem disparadas contra um dos nossos governantes…aí sim, ela tinha sido fantástica! ELA DISSE O QUE TODA A GENTE PENSOU!!!!!! “Ai, mas ela não pode, porque ela é jornalista, porque tem de ser isenta, porque parece mal, bla, bla, bla”. Eu gostava de saber quantas pessoas acharam maravilhoso que ele tenha gasto 300.000 euros (quase que me enganava na quantidade de zeros) na sua festa de aniversário. “Fez muito bem!” pensou de certo a dona Virgínia, a minha vizinha de cima que vive com uma pensão que dá para alimentar dois gatos e mal. O gajo pagou largas centenas de milhares de euros para ter os convidados por perto!!! PAGOU???? Mas claro que toda a gente acha isto normalíssimo!!! Eu, que faço anos daqui a 15 dias, tenho ali um porquinho-mealheiro prontinho a escaqueirar para poder contratar as mamas da Monica Bellucci. E a Monica Bellucci, ao contrário da Pamela, nem precisa do meu dinheiro porque preferiu não fazer a sua vida à conta de silicone e de um fato de banho vermelho.

Eu não odeio o garoto por gastar quantias pornográficas sempre que quer. Ele nem tem culpa de ter tanto dinheiro. Mas também não odeio a Judite porque uma vez na vida julgou, na praça pública, um pirralho que caga diamantes e peida euros. Toda a gente é livre de gastar o dinheiro que tem como bem entende. Ao contrário, em boa verdade, a Judite não é livre para poder “humilhar” um convidado assim. Não foi bonito. Mas continuo a achar que ela não disse nenhuma mentira e que representou uma boa parte dos pensamentos de quem viu a reportagem. E, contextualizando isto no universo TVI, é só mais um momento dourado.

A culpa do estado do país é deste pivete? Não, com certeza. Ele tem alguma obrigação moral de fazer de se montar num cavalo e qual D. Sebastião levar-nos para a terra prometida com a sua fortuna incalculável? Também não. Mas eu faço só ideia quantas pessoas terão dito, antes da entrevista “se tu agarrasses nesse dinheiro todo e ajudasses masé os pobrezinhos”. E a burra é a Judite?

Agora vou ali ver o Star Trek que saquei há pouco nos torrents porque não tive dinheiro para ir vê-lo no cinema e cagar para esta merda toda.

Anúncios

One thought on “Da entrevista da Judite (e porque estou do lado dela)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s