Divison Bell: foi há bint’anos

Sabemos que estamos a ficar velhos quando alguém nos pergunta “sabias que o Divison Bell faz hoje 20 anos?” e nós “porra, já?”.

Já. O álbum saiu numa altura em que a coisa mais parecida com pirataria era gravar um disco numa cassete. Nesse tempo eu ainda andava a brincar aos guitarristas, longe de imaginar a estrela de rock ‘n’ roll mundial em que me viria a tornar. Era quando o Top + ainda tinha algum interesse e credibilidade porque ainda não havia artistas como o Emanuel ou o Toni Carreira a pagar do seu bolso 30.000 discos antes de eles estarem sequer à venda para entrarem diretamente para o número 1.

Sempre achei que o Division Bell era um álbum para guitarristas porque, digamos a verdade, as canções não são assim tão incríveis. Mas os solos do Gilmour eram um regalo para o ouvido porque a gente conseguia perceber todas as notas. Os solos do Gilmour tinham introdução, desenvolvimento e conclusão, e conseguíamos perceber a história toda sem adormecer pelo meio ou ficar meio confusos com personagens a mais. Claro que os puristas vinham frequentemente com a crítica “Isto sem o Roger Waters não é nada!”. Eu, que ainda não tinha feito a viagem até ao centro histórico dos Pink Floyd, não percebia bem o que eles queriam dizer (o Dark Side of the Moon, o Animals, o The Wall e tantos outros só viriam depois).

Deve ter sido um dos cinco álbuns que mais vezes ouvi na vida e, tempos houve, em que tinha todos os solos na ponta das unhas. A tour deste disco trouxe os Pink Floyd pela primeira vez a Portugal e a história ficou contada em dois estádios de Alvadade esgotados, inédito até à altura e irrepetível desde então. Até a Volkswagen viu uma possível fonte de receitas numa simbiose com a banda, lançando o Golf Pink Floyd.

Só por causa disso, estive a ouvi-o há pouco de uma ponta à outra. Durante uma hora voltei a ter 16 anos e descobri que os dedos ainda sabem o caminho até ao último parágrafo. E lembrei-me do Richard Wright. Tenho tantas saudades dele.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s