O bigode do Hugo Almeida

 

Ele diz que a ideia surgiu de uma aposta mas para mim é evidente: ao partilhar o quarto com o Raul Meireles um gajo habilita-se a apanhar vários tipos de doença. Do bigode às tatuagens isto vai ser um fósforo.

 

– Meireles, gostavas mais de mim se eu deixasse crescer o bigode?

– Eu não, mas o mister talvez.

– Achas mesmo?

– Não, estava a brincar. Mas se fizesses risco ao meio..

– Achas mesmo?

– Não, sua besta. Mas nunca se sabe. Pode ser que contribua para a subida do PSI20.

– Achas mesmo?

– Não, pá. Não sejas estúpido. Achas que o Freddie Mercury alguma vez contribuiu para a subida do PSI20?

– Eu sei lá.

– Pá, mas tu também não vais para novo. Mais vale tentares qualquer coisa. Sabes que a imagem hoje conta muito, já que não tens grande talento a marcar golos… Olha aquele gajo que ganhou o festival da canção.

– Gajo? Então não era uma gaja toda tesuda?

– Porra, tu és burro!

– Não fales assim comigo que sabes que eu não gosto.

– Burro e flor de estufa.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s