Quotidianus ridiculus

Uma Criança de 2 anos, cuja única preocupação é ser criança, no intervalo das suas correrias e tonterias, entorna a garrafa de água do Luso que a Mãe bebia. 

– Ó Criança, atão? Tens de ter mais cuidado. Vá, ajuda lá a Mãe a limpar isto.

Com ar culpado, a Criança, aceita o disparate e pede à Mãe que receba um “desculpa” com uma ou outra consoante mal vozeada porque a linguagem é coisa para se adquirir por etapas, mesmo quando se trata das palavras mais ásperas. A mensagem passa, a asneira fica arrumada na gaveta dos delitos menores, a água limpa-se com um pano e o evento assume-se como findo.

Mais uma moedinha, mais uma voltinha, mais uma correria, mais uma tonteria e paaah, garrafa de cerveja do pai entornada. O Pai desembolsa duas bofetadas e três berros:

– Toma que é para aprenderes! Vai prò teu quarto! E estás de castigo até eu me apetecer!

A Criança corre para o quarto apinhada de lágrimas, soluços e comoção. A Mãe arrima um olhar pintado a censura e desgosto.

– Quem é que te ensinou a lidar com a Criança assim?

– A Men’s Health. Um artigo muito jeitoso: “eduque o seu filho relativamente às prioridades na vida”.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s