Talvez eu tenha mentido quando vos desejei um bom ano

Illustration: Truth and Lie

Eu sei que tenho passado os últimos dias a desejar um feliz ano novo a toda a gente, mas talvez eu não tenha sido honesto. Para ser franco, eu não sei se quero que todos tenham um bom ano. Vamos lá a ver, eu não me importo que as pessoas sejam felizes, que tenham saúde, que realizem sonhos e que levem uma sova de coisas fofas. Mas temos de encarar as coisas como elas são: as coisas boas no mundo são limitadas ao stock existente. Não há coisas boas suficientes para todos e não vale a pena convencermo-nos do contrário. Isto de “ter um bom ano” é como ir aos saldos: se todos os outros encontrarem o que querem, quando eu lá chegar só sobram aquelas camisolas malparecidas onde se começam a incubar borbotos logo após a primeira lavagem. Será que é errado eu desejar um ano assim-assim para algumas pessoas? Um ano médio, vá. Um mediano (lol! perceberam a piada ou estou-me a rir sozinho?).

Até ao fim desta semana vou continuar a fazer de conta que desejo um bom ano para todos, mas cá por dentro vou ser muito criterioso. É possível que esteja a fazer batota com alguns de vós. Se lá para dia 15 ainda vos desejar bom ano é porque estou mesmo a ser um hipócrita de classe executiva.

Anúncios

One thought on “Talvez eu tenha mentido quando vos desejei um bom ano

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s