Prémio “Judas 2015”

judas

Judas vendeu-se barato: trinta moedas de prata e um beijo. Desgastado pelo remorso, morreu dependurado na corda que ele próprio teceu. Antes disso, tentou mesmo restituir o suborno aos sacerdotes para bálsamo da sua consciência. A devolução não foi aceite e acabou por espalhar a prata pelo povo que se encontrava no templo.

Mas já não se fazem Judas como antigamente. O que dirão hoje os nossos Iscariotes sobre umas míseras trinta moedas de prata? Isso são os trocos do pão! O que pensarão das punições autoinfligidas? Eles, a quem a memória do ato pecador tanto lhes falha. E nem lhes peçam para comentar a ideia de devolver o dinheiro. Responderiam, porventura, com uma gargalhada sonora acompanhada de jocosos comentários do seu advogado relativamente ao nosso odor corporal.

Não me lembro de um ano com tantos nomeados para o prémio “self made Judas”, uma autêntica lista VIP. A estatueta – um pirete em ouro maciço montado na figura do Zé Povinho – será entregue pelo Diogo Morgado porque todo o Judas precisa do seu Cristo. No jantar, após a cerimónia, serão servidas fartas travessas de mexilhão confecionadas pelo chef Aníbal, porque toda a corte precisa de ser entretida pelo seu bobo.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s