Já experimentaste esta marca?

IMG_2609 (1)

 

Fui às compras com meu irmão. Eu precisava, entre outras coisas, de produtos de anti-engravidamento. Meu irmão limitava-se a seguir a lista de víveres que minha cunhada lhe tinha rabiscado na parte de trás de um talão de supermercado, com uma caneta muito grossa numa letra muito tosca.
– Já lhe disseste para usar uma letra decente?
– Achas? Assim se me enganar, tenho sempre uma boa desculpa.
Meu irmão ia assim partilhando estes pequenos truques para que um dia também eu possa escapar a delitos menores quando alguma resignada me queira aturar a tempo inteiro. Já no corredor dos profiláticos e lubrificantes, procuro novamente a sabedoria de meu irmão.
– Porra, estes são muito mais baratos. Já experimentaste isto?
– Já.
– E que tal? São bons?
– Não me dei muito bem com eles.
– Então? Erupções cutâneas e cenas?
– Não. Nove meses depois nasceu a tua sobrinha.
Trouxe dos mais caros que havia. E várias embalagens de lubrificante com sabor a ilhas tropicais, laranja, maçã e goiaba.

Anúncios

A pior forma de estar sempre acompanhado

Frau_im_OhrSenhor doutor, tenho uma nota musical a produzir desagradáveis vibrações, de forma ininterrupta, no meu ouvido esquerdo há três dias. Pois atão, senhor Finório, o seu tímpano encontra-se enguiçado, logo o ar não circula. Está tudo relacionado com essas alergias. O Eustáquio esqueceu a sua trompa num preguiçoso Fá sustenido. (risos) Pois o senhor doutor acha graça a isso? É que a minha audição se encontra extremamente condicionada funcionando apenas em mono porque só o meu ouvido direito recebe informação. Só me apetece enfiar uma chave Philips pelo canal adentro. Nada de exageros, senhor Finório, há coisas piores. Leva aqui uma bateria de “antis”: anti-inflamatório, anti-histamínico, anti-ranhoca. E passe pela praia que a água do mar também ajuda. Eu só queria estar sozinho, doutor. No silêncio é quando o ruído me ocupa mais. É horrível. Senhor Finório, acha que é por acaso que dizem que o silêncio é de ouro? São 70 euros faxavor. Não devo ter ouvido bem, doutor. Pareceu-me ter dito 70 euros?

Foi há 30 anos! So far away…

dire-straits

 

Elas caíram todas que nem patinhos.

– Lembras-te do dia em que saiu o Brothers in Arms.
– Porra, então não lembro? Perfeitamente! Pensas que eu sou uma dessas pitinhas que só ouve música a metro? Nesse tempo juntávamo-nos todos para ouvir um disco do princípio ao fim. Ouvíamos música. Música, percebes? Não era cá essas trovas popularuchas enfarinhadas em playlists. Money for nothing and the chicks for free tam tam tam! Ainda sei a letra toda de cor do Walk of Life. Se quiseres cantamos isso juntos no próximo jantar da empresa com karaoke. Porquê?

– Faz hoje 30 anos.
– ….merda! 30? Já?

30 anos e mais de 30 milhões de cópias. That’s the way you do it!