Isto anda tudo ao abandono

Dizem-me uns,

– Vai lá ver daquilo que anda tudo entregue ao mato.

dizem-me outros,

– Aquilo é só abutres e hienas a aproveitarem-se da carne morta.

dizem outros tantos,

– Ainda bem que nunca mais escreveste que é da maneira que não chateias ninguém.

As desculpas para esta ausência mais prolongada do meu blogue são as do costume: tenho tido muito trabalho, ando muito cansado, descobri novos sites de torrent e pornografia. O costume. Mas juntem-lhe o o investimento de muitas horas num projeto novo com o meu companheiro de escrita J. Cruz. Ainda está só no arranque, mas o canal de youtube Não penses mais nisso merece uma visita vossa. Vaíão lá, façam um gosto bué na nossa página de Facebook e, sobretudo, sobrescrevam o canal, nem que seja por piedade. Ainda ganham um caderno de argolas Agatha Ruiz de la Prada.

Fica aqui o primeiro vídeo e a promessa de lançamentos quinzenais. Interessado em colaborar connosco ao nível das ilustrações? Mostra-te à gente, camarada.