A long time ago a tua prima!

Resultado de imagem para rogue one

Só este ano, e sem pensar muito, lembro-me do Jason Bourne, do Batman vs. Superman, do Suicide Squad…foda-se, é um acumular de desilusões que só me faz pensar que devo estar a ficar velho. Divirto-me mais a ver os trailers do que a ver os filmes. Antes de ver o filme – e a única coisa que posso fazer é imaginar qual o resultado da soma das partes – continuo a cair na armadilha de que vai ser incrível e que vai tudo correr bem porque tem tudo para correr bem. Depois de ver o filme e abandonar a sala de cinema com o cenho vergado, fico cego de raiva com esta indústria mais interessada em vender pipocas e bonecos.

Esta merda tem de acabar! Não é chegar aqui, escrever na pantalha “a long time ago in a galaxy far far away…” e acreditar que mais cedo ou mais tarde a bola há de beijar a rede. Esta merda é para trabalhar, não é andar aqui a coçar os ovos. Os atores principais são fracos e muuuito entediantes, não há maneira de conseguirem dar ritmo à coisa. A Felicity Jones é meia sonsa meio choninhas. O Diego Luna… foda-se, até me fazem dizer asneiras.É por causa de gajos como este que o Trump quer construir um muro na fronteira do México. Os atores secundários são, de longe, muito mais interessantes. Ainda assim, todos juntos não chegam a ter o carisma da sola da bota esquerda do Han Solo.

O vilão é tão fraquinho. Passa o filme todo borradinho de medo, sempre a correr para aqui e para ali a corrigir disparates. O facto de ter uma limitação com a produção das sibilantes não ajuda em nada. Nada.

O filme tem duas coisas boas. Visualmente respeita o mundo criado por George Lucas de uma forma incrível. Parece que esteve guardado dentro de uma gaveta desde a década de 70 até agora. E tem o Darth Vader. Metido à força, mas é sempre bom ver velhos amigos.

O filme tem uma coisa péssima: não é divertido. Um filme com a marca Star Wars tem de ser divertido, com ritmo. Eu não preciso que me “expliquem” as personagens todas. Cheguem-lhe mas é lume, foda-se! Puta que pariu a Disney.

E nem façam falar do Peter Cushing e da Carrie Fisher  reconstruídos em CGI! Ca nojo!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s