“Por que é que os filhos da puta duram tantos anos?”

Resultado de imagem para nicolas maduro baseball

A frase ouvi-a numa entrevista do António Lobo Antunes quando ele se referia ao conjunto dos homens maus que se demoram e que não acabam nunca. É difícil manter o optimismo quando, de forma cíclica e até previsível, surge um filho da puta pronto da sarjeta onde habitam todos os filhos da puta. Quando estamos quase prontos a acreditar que essa coisa de “ditadores” já não se usa, lá vem mais um filho da puta.

No dia em que celebramos a Nossa Liberdade, as notícias da tv mostram-nos um filho da puta vestido com a sua farda de trabalho (leia-se fato de treino de cores possantes como se usava nos anos 80 para ir à feira aos domingos) a treinar lançamentos de basebol enquanto as ruas da sua (?) Venezuela estão decoradas à faroeste em tons de sangue.

Estes filhos da puta nem percebem que subtraem tudo ao povo. Nicolas Maduro tinha uma hipótese: continuar a governar através do medo. Mas até isso retirou aos venezuelanos. É mais ou menos por essa altura que se acabam os filhos da puta, porque só passa para o outro lado do rio quem não tem medo de se molhar. Chupaste-lhes o medo, agora mama, filha da puta!

25 de abril sempre!

Anúncios